(11)97394-2261 | 2538-0384

Tumor Cerebral

Tumor Cerebral - Informações

Tumor Cerebral

O que é Tumor Cerebral?

Tumor cerebral é quando algumas células dentro do crânio apresentam um crescimento anormal que causa a compressão e lesão de outras células visinhas no cérebro. Os tumores em geral podem ser benignos ou malignos, denomina-se câncer apenas os malignos. Há muitos tipos e sub-tipos de tumores, identificados por características específicas (aspectos histológicos) das células do tumor. No geral, podem ser classificados como Primários quando nascem de células do cérebro ou Secundários quando nascem de células provenientes de outros órgãos (como pulmão, mama, trato uro-genital, trato gastro-enteral e pele, por exemplo), que chamamos de Metástases. .

Quando a origem do tumor é no crânio chamamos de Tumor cerebral primário. Mas quando a origem do tumor é de outro órgão, chamamos de Tumor cerebral secundário ou Tumor metastático. Nesses casos, as células de tumor que estavam em outro órgão, de alguma maneira caí­ram na corrente sanguínea até chegar ao cérebro.

Principais Sintomas de Tumor cerebral

tumor-cerebral-doencas-2Tumores do cérebro afetam diferentes funções e podem causar diferentes sintomas:

Dor de cabeça
Alterações visuais e auditivas
Náuseas e vômitos persistentes
Convulsões
Agitações motoras
Rigidez muscular ou fraqueza
Perda de sensibilidade em qualquer parte do corpo
Falta de coordenação
Dificuldade para entender o que é dito ou falar
Esquecimento de palavras
Dificuldades para ler ou escrever
Movimentos involuntários
Sonolência
Confusão
Dificuldade de deglutição
Paralisia facial
Desvios da língua
Paralisia na movimentação do olho
Visão dupla
Alteração olfatória
Alteração de equilíbrio
Alteração para deambular

Como pode ser tratado?

Depende da análise de vários dados da história clínica, antecedentes pessoais e familiares, exame físico, exames de imagem e alguns exames complementares específicos dependendo das alterações presentes. Esses dados trazem uma possibilidade de avaliar qual o tipo de tumor, sua benignidade/malignidade e prever sua velocidade de crescimento, o que vai estabelecer uma conduta mais conservadora (acompanhamento clínico e radiológico) ou mais radical (cirurgia).

Nessa doença lutamos contra o tempo e não podemos perder tempo para fazer o diagnóstico o mais precoce possível.

AGENDE UMA CONSULTA

Posso te ajudar?