(11)97394-2261 | 2538-0384

Cirurgia de Fratura

Cirurgia de Fratura - Informações

Cirurgia de Fratura

Para as correções cirúrgicas das fraturas geralmente leva-se em conta a descompressão das estruturas nervosas, reestabelecimento da estabilidade e correção de possível deformidade. Assim é comum a utilização de várias técnicas para alcançar esses objetivos. Discectomias, corpectomias, laminectomias e fixações (artrodese) podem ser necessárias. Dependendo do grau de destruição óssea com o trauma ou a necessidade de reconstrução da estrutura da coluna, o uso de instrumentação com gaiolas, hastes e parafusos metálicos pode se tornar necessário. Cimentações ósseas percutâneas (minimamente invasivas) como a cifoplastia ou vertebroplastia também são técnicas disponíveis dependendo do tipo de fratura.

As abordagens para que se alcance todos os objetivos são as mais variadas possíveis (cervical anterior, cervical posterior, torácica ou lombar posterior, trans-torácica, lateral, com retirada de costelas ou anterior pelo abdome). Ás vezes são necessárias mais de uma cirurgia para se conseguir reestabelecer a estabilidade da coluna. As alterações neurológicas, por melhor que seja a cirurgia, podem não ser reversíveis. Inclusive, existe uma controvérsia grande na literatura médica até quanto tempo após o trauma uma descompressão cirúrgica possa ser efetiva para reestabelecimento neurológico. No geral, quadros com mais de 24hs de lesão completa sem nenhuma melhora nesse intervalo de tempo apresentam uma chance muito pequena de algum tipo de melhora. Alguns autores discutem esse intervalo de tempo em 8 ou 2 horas. Por isso que  muitos quadros de fratura com alteração neurológica não são operados de urgência, além de toda a burocracia necessária para que se liberem os materiais necessários para a instrumentação. Apesar disso, a cirurgia é necessária para se tirar o mais rápido possível o paciente da cama (evitando assim a formação de feridas no corpo denominadas escaras) e poder começar o quanto antes a reabilitação.

AGENDE UMA CONSULTA

Cada técnica cirúrgica está envolvida dentro de uma tática para resolução da patologia a ser tratada e, na maioria das vezes, não pode ser alterada. Em alguns casos, quando mais de uma opção de abordagem estiver disponível, as particularidades de cada uma (riscos, resolutividade, cicatriz) devem ser discutidas com seu médico para que possa ser alcançado o melhor resultado possível.

Posso te ajudar?