(11)97394-2261 | 2538-0384

Hérnias de Disco

0 21 de julho de 2020

A coluna é composta por 33 vértebras, as quais conectam-se entre si através de articulações e ligamentos. Além de sustentar o crânio, a coluna protege a medula espinhal e se articula com as costelas, participando da realização de diferentes movimentos. Cada segmento da coluna possui características semelhantes, podendo ser agrupas por regiões da seguinte forma:

  • Vértebras cervicais: grupo de 7 vértebras mais próximas ao crânio, incluindo a vértebra chamada Atlas (primeira vértebra da coluna, a qual se conecta diretamente com o crânio).
  • Vértebras torácicas: 12 vértebras seguintes, que se conectam à última vértebra cervical e à primeira lombar.
  • Vértebras lombares: 5 vértebras que compõe a curvatura lombar.
  • Sacro: conjunto de 5 vértebras fundidas que compõe a região sacral.
  • Cóccix: 4 vértebras fundidas que ficam na região mais caudal da coluna vertebral.

  coluna Há uma grande prevalência de indivíduos acometidos por sintomas, lesões e alterações funcionais comprometendo a coluna vertebral podendo comprometer secundariamente a medula espinhal, raízes nervosas e demais estruturas vizinhas,

Posted in Coluna, Neurologia by Neuro Conceito
0 27 de maio de 2020

Tumor é o crescimento anormal de células modificadas em nosso corpo. Alguns tumores crescem rapidamente e podem se disseminar à distância, o que denominamos “metástases”, e são considerados tumores malignos (câncer). Em geral, os tumores benignos apresentam crescimento lento e não atingem outros órgãos, podendo ter um melhor prognóstico. Assim, tumor encefálico (que pode acometer cérebro, cerebelo, tronco encefálico e outras estruturas) é todo crescimento celular atípico em qualquer região do sistema nervoso intra-craniano. A principal causa é a ocorrência de mutações genéticas das próprias células do encéfalo, levando a formação de massas celulares modificadas (tumor). Raramente fatores externos (ambientais) apresentam clara influência nessas alterações genéticas nos tumores primários encefálicos exceto a exposição à radiação ionizante (radioterapia). Já os tumores malignos, principalmente as metástases (implantes cerebrais de tumores originários em outros órgãos) apresentam fatores ambientais relacionados aos seus sítios primários (exemplo: tabagismo, irradiação solar, dieta relacionados a tumores em pulmão, mama, pele, trato gastro-intestinal). Conhecer seus mecanismos de ação, antecedentes pessoais e familiares e sintomas é extremamente importante para auxiliar no diagnóstico precoce e permitir uma adequada avaliação

Posted in Coluna, Neurologia by Neuro Conceito
0 27 de maio de 2020

A coluna vertebral é composta por um complexo conjunto de vértebras, discos e ligamentos que protegem a medula espinhal e auxiliam na manutenção da postura. Contudo, diversos fatores podem estimular a coluna vertebral de forma indevida, levando a alterações posturais, lesões e desconforto com implicações clínicas importantes. Um exemplo bastante comum de patologia que acomete a coluna é a chamada lombalgia.

Lombalgia – O que é?

A coluna vertebral é dividida em 4 regiões principais:

  • Coluna cervical
  • Coluna torácica
  • Coluna lombar
  • Coluna Sacro-coccígea

Assim, lombalgia é o fenômeno de dor que acomete a coluna lombar. A origem dessas dores pode ser proveniente de diferentes locais: dos músculos paravertebrais, das articulações (facetas) como é o caso das artroses, dos osteófitos (formações ósseas na borda da vértebra, também conhecido como “bico de papagaio”) dos discos (hérnias de disco), das próprias vértebras (casos de fraturas ou tumores).

Principais sintomas da lombalgia

O principal sintoma da lombalgia é dor na região lombar, que pode variar de intensidade, podendo chegar a crises de dor muito intensa, em que algumas pessoas experimentam a sensação de “travar”, interrompendo repentinamente a atividade que estão fazendo pela dor. Em alguns casos a dor pode aparecer unica

Posted in Coluna, Neurologia by Neuro Conceito
0 27 de maio de 2020

Os tumores que acometem o Sistema Nervoso Central possuem manifestações clínicas, sintomas e formas de tratamento ligeiramente distintas. Isso porque tais tumores podem ser tanto benignos quanto malignos, além de poder atingir diferentes estruturas nervosas, como por exemplo:

  • Neurônios
  • Meninges
  • Células gliais

No encéfalo humano as células gliais (células de sustentação e auxílio aos neurônios) mantém uma estreita relação com os neurônios ao seu redor e, portanto, com especificidades anatômicas, fisiológicas e funcionais. A seguir, serão apresentas características fisiopatológicas do chamado astrocitoma, um tipo de tumor que acomete células gliais chamadas astrócitos.

Astrocitoma – o que é?

Definidas por alguns pesquisadores como “o gigante adormecido das Neurociências”, as células gliais representam grande parte do tecido encefálico, possuindo função fundamental para a atividade neurofisiológica. O termo glia possui sua etimologia derivada do grego, que significa “cola”, e se deve ao fato de se observar que as células da glia (ou células gliais) fornecem sustentação anatômica aos neurônios, servindo literalmente como uma espécie de cola que mantém neurônios em posição favorável à comunicação sináptica. Os astrócitos, por sua vez, são as células gliais mais abundantes do Sist

Posted in Coluna, Neurologia by Neuro Conceito
0 4 de dezembro de 2019

O tumor na coluna apesar de raro na população em geral é uma patologia frequente do atendimento neurocirúrgico. Podem causar quadros puramente de dor na coluna causadas pela infiltração óssea, até fraturas ou acometimento o sistema nervoso central, causando prejuízos sensoriais e/ou motores no indivíduo. Em alguns casos, pode-se ter a perda do controle voluntário da bexiga e do intestino levando a quadros de incontinência. Os tumores podem ser primários da coluna ou provenientes de lesões à distância (metástases). Sítios comuns de tumores em outros órgãos são mama, próstata, trato gastro-intestinal, pele, tireoide e pulmão. Além dos sintomas envolvendo as alterações sensoriais e neurofisiológicas por conta da sinalização da medula espinhal, o paciente acometido por um tumor na coluna costuma apresentar outros sintomas, como por exemplo:

  • Dor
  • Fraqueza nos membros
  • Alteração de marcha
  • Incontinência urinária
  • Perdas sensitivas

Tratando os sintomas do tumor na coluna

O manejo clínico desta desafiadora patologia requer tratamento dos sintomas e o tratamento oncológico. Além do alívio da dor ou reversão dos comprometimentos neurológicos, deve ser avaliada possível instabilidade da coluna (incapacidade de sustentação esquelética) e diagnóstico do tipo histológico do tumor. Muitas

Posted in Coluna, Neurologia by Neuro Conceito
0 3 de agosto de 2017

De onde vem a dor na coluna?  

De onde vem a dor na coluna?

Várias podem ser as causas que geram dor na região da coluna, desde sobrecarga muscular (“mal jeito”) até mesmo lesões mais sérias como hérnias de disco, fraturas ou tumores. A coluna é rica em trânsito de informações de sensitivos além de ser a estrutura que suporta o peso do corpo, podendo gerar sensação de dor. Agora que você já sabe de onde vem a dor na coluna, precisa saber como detectá-la.

Como descobrir a origem da dor na coluna?

Precisa de uma avaliação médica completa, com entrevista, exame físico e auxílio de exames complementares para tentar esclarecer a causa mais provável. Muitas vezes pode ser necessária a avaliação de médicos de outras especialidades para tentar esclarecer o diagnóstico.

Qual médico devo procurar para uma avaliação da coluna?

Um médico especialista em coluna, que são os Neurocirurgiões ou Ortopedistas especialistas em coluna.

Que exam

0 18 de outubro de 2016

neuro conceito blog dores na coluna em idosos   O processo degenerativo (de envelhecimento) na coluna é lento e ocorre ao longo dos anos, podendo trazer mais sintomas durante essa fase de nossa existência. A busca por uma melhor qualidade de vida depende da elucidação diagnóstica dessas alterações e estratégias para melhora das dores e reabilitação adequada. Outras doenças associadas como osteoporose, patologias reumatológicas e deformidades na coluna podem contribuir para essas dores. Se você apresenta dores ou tem algum familiar ou conhecido em situação similar, agende uma consulta aqui.

Posso te ajudar?